quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Diferença Entre Maquinas Lanofix, Singer e Elgin.

Esta postagem foi criada pra você que quer ingressar no mundo do tricô à maquina tirar suas duvidas quanto á modelos e recursos.

Não foi criada para dizer a Lanofix, ou a Singer, ou a Elgin é a melhor.

A Melhor máquina de tricô é a máquina mais bem operada/ manuseada...

 As três primeiras maquinas descritas são os modelos mais atuais, mais novos e ainda com suporte total de peças e acessórios ... as demais são modelos mais antigos, alguns ainda com suporte também, outros já descontinuados...
______________________

Maquinas Lanofix  

Lanofix SK 210 e SK 280


Fabricada pela Silver Reed 


Lançada no Brasil +- na mesma época, chegando ao Brasil em meados do ano 2000/2001, daí o nome: Lanofix 2001, muito linda, toda branquinha , extremamente leve por vir com 4 rolamentos na base do carro, realmente uma jóia em forma máquina de tricô. 

Tece o ponto rendado com Nylon diretamente no carro principal (Punch Lace) conforme video a seguir ... 

https://www.youtube.com/watch?v=kkaMRsV368w





Manteve o Vanisado/platinado na máquina, agulhas atualizadas para suportar o carro de verão vendido à parte. 


Diferente da antiga Elgin Brother que já foi vendida com o carro de verão MANUAL, a Lanofix inovou com o carro de verão LC2 ... TOTALMENTE AUTOMÁTICO dispensando o uso dos trilhos auxiliares e do carro T (carro principal) e enquanto faz a renda já tece (diferente do carro manual da elgin que não tece, só faz os buracos de renda) Uma verdadeira mão na roda, uma jóia!!!!


________________________________


 Brother KH 840 e posteriores... Lanofix Nova Geração Modelo 860

Fabricada pela Taitexma Enterprise Corporation, com suporte total de peças para as linhas antigas desde a KH 820 até a KH 840.


Lanofix 860 Nova Geração  (não mais Elgin Brother) agora representada e vendida no Brasil pela Importadora Lanofix . 


100% Atualizada, copiou todos os recursos da Lanofix SK 280 ... punch lace,  colocou um guia fio  de vanisado na maquina... no mais... é a mesma elgin 840 que todos conhecem, não importa o model (860 - 890 - 930 ) ambas são as mesmas maquinas, só fabricadas em diferentes anos.... e agora com a marca Lanofix Nova Geração ... 


Não Atualizou o carro de verão, manteve o retrógrado carro manual que já vem incluso na maquina e o sistema de cartela por correia, que para tecer o ponto rendado deve ser alternado com o carro principal a cada uma ou duas carreiras ...   não colocou rolamentos no carro pra facilitar o deslizar do mesmo.

_______________________

Modelo KH 840 com Frontura KR 091 




Esta faz Vanisado, porém somente na frontura ou pente), lançadas por volta 1998/2000 encerrando a fabricação da marca pela Companhia Brother, nenhuma atualização de recursos, somente na cor branca (que ficou um primor) porém, seu polietileno amarela muito facilmente.

A evolução fica por conta da frontura/ pente KH 091, vindo com suporte à Vanisado (separação de cores em pontos canelados) e com designer mais suave, arredondado e mais clean.



 Manteve o retrógrado carro de verão incluso, com o mesmo sistema manual___________ uma carreira com o carro de inverno, retira ele, uma carreira com o carro de verão, duas ou três com o de inverno, e segue a troca-troca interminável___________;  até o final do trabalho,>>> manteve o sistema correia para seleção de pontos com cartela, não evoluindo em nada.

Por serem os modelos mais novos são mais caros, porém otimizados e com carros mais leves para operações mais suaves. _______________________
Elgin 500,585 e 587

Fabricação +- 1940/ 1950




Estas são as pioneiras da marca Elgin, o modelo Elgin 500, ou tricô facil, (mesma máquina que a 585 ou 587 só que sem central de desenhos) são muito raras e não possuem recursos algum, somente para ponto liso mesmo, qualquer outro ponto, manualmente. 





Já os modelos 585 e 587 possuem central de desenhos, possibilitam fazer alguns pontos com facilidade dispensando cartelas (os famigerados ponto arroz, ponto pipoca, lacinhos, e semi-círculos especiais para bebês) , sem possibilidade de fazer jackar (desenhos) mais complexos.
 _________________________________________

Elgin 800
Fabricação +- 1940/ 1950


O Modelo Elgin 800 (foto acima) lançou a primeira cartela perfurada, no caso... na própria máquina com qualquer folha de papel, já traz alguns recursos a mais que a 585 e 587, e possibilita fazer alguns desenhos, porém ainda com a famosa ALAVANCA para seleção de pontos. 
___________________________________

A frontura (pente) para para todos estes modelos (500/585, 587 e 800) é básica, cada máquina com seu braço exclusivo, sem chamada automática de agulhas. 


Basica, porém a melhor da série, mais firme e com maior durabilidade nas peças de seu mecanismo deslizante.
__________________________________

Elgin KH 820
Fabricação +- 1960/ 1970

 A maquina acima (Elgin 820 ) e a de baixo(Elgin 830), já estrearam as cartelas automáticas rotativas, ou seja, possibilitando tecer desenhos mais complexos com 24 pontos de extensão por 60 carreiras de altura, lançadas a 40 anos atrás +-, sem recurso algum extraordinário, com o método de seleção por molas seletoras internas acionadas por correia.




Elgin KH 830 
Fabricação +- 1960/1970
___________________________________

Elgin KH 840 com frontura KR 840
  Fabricação meados 1980
Lançada +- uns 20 anos após os modelos 830 e 820, já com fronturas atualizadas e com suporte à Trocador de Cores, não evoluiu em nada, só atualizaram as cores (de coco queimado para marrom claro e creme), e a frontura, com chamada automática incluída.










Os novos modelos continuam sendo fabricados e agora importados pela Importadora Lanofix...  são KH 850, 890 e posteriores, computadorizadas e atualizadas com novos recursos presentes nas Lanofix . ... Pela alta taxa de impostos de importação  do  Brasil entram no pais com preço EXORBITANTE .  Mas quem quer uma maquina ZERO Km... paga e vai ser feliz ...
______________________

Frontura ou Pente

Para quem não conhece, a frontura ou o Pente, como foi chamado antigamente, são a mesma coisa. 

Qual a função de uma Frontura? Fazer os Pontos Sanfonados, dentre eles:

1X1

2X1

2X2

10X2 ou qualquer outro de sua criatividade.

Canela do Italiano (Malha relevo )

Malha Dupla Lisa ou com Jackar (desenhos sem fios soltos atraz)

Ponto Inglês

Pontos em Zigue-Zag (Manual)

Ponto Musgo (manual) e vários outros da família.

Não importa a marca, o modelo, todas fazem praticamente a mesma coisa, ou seja, duplicam as funções da máquina, as mais antigas com menos recursos, as mais novas com maior espaço entre a máquina e com Vanisado.


____________________________________________



Maquinas de Lã Grossa Elgin



Totalmente de plástico, sem recursos adicionais, sem cartela, somente para trabalhos em ponto liso e alçado (travado)
______________________________

 Lanofix SK 270 para lã fina








  LK 150 sem cartela
Somente para ponto liso e trabalhos manuais.
___________________________


 SK 155 e SK 260 (novo modelo que vai substituir a SK 155)

Maquina de LÃ GROSSA

Equipada com cartela Rotatória de 12 pontos e com frontura
 mas são raras e caras no Brasil e extremamente caras.




Lanofix SK 218 (Super Memória)








Primeiro modelo realmente atualizado da linha Lanofix, nesta época (1990) a Singer (mesma Lanofix só que comprada do Japão e montada nos Estados Unidos com a marca de suas máquinas de costura) resolve parar de investir na linha tricô, ficando líder absoluta a Marca Lanofix.





Funcionalidades adicionadas:


braço com cortador de fios, escova de recolhido retrátil para tecer com fios mais grossos, alavanca de soltura do carro em caso de travar ou quebrar uma agulha durante o processo de tecelágen.


__________________________

Lanofix ou Singer 326/ 326 S









Alguns modelos lançados com o Kit Radar (rolo à esquerda) outros sem, servia para trabalhar supostamente com moldes, exemplo, cortava o tamanho da peça num papel pardo, com cava e decotes, ia tecendo e quando o papel chegasse na cava, a pessoa faria cava, mas para isso teria que aprender a usar a tabela de pontos, tecer uma amostra com o fio, passar, contar pontos e carreiras... ou seja, voltar à idade da pedra, tirar os pneus do carro e por no lugar 4 cubos de marmore ("quadrados") e achar que o carro iria rodar melhor. 




Por isso este acessório foi descontinuado, por que usar fita métrica se nós temos a opção de usar o contador de carreiras e a regulágem.... ?


Não evoluiram em nada em relação aos modelos 322/323, só acrescentaram o recurso desenho estendido (trava S e L) desenho simples e Longo, e claro, o Kit radar pra aumentar o preço do produto final.


O modelo 326 e o 326 S, já fazem vanisado nativamente na máquina.





Lanofix ou singer 322/323

Segundo modelo(s) lançados pela fabrica, já corrigido o problema da mola da alavanca de retrocesso (ausente nestes modelos e em todos os sequentes); São a mesma máquina, note a presença do Kit Radar (rolo preto à esquerda) lançado para aumentar o preço na época, muito complicado seu uso e sem medidas exatas por ele.

Usar ele é como retirar os pneus do carro (rodas redondas) e colocar quatro cubos de marmore e achar que fez um bom negócio... , muito raro, mas ainda existem adeptos deste acessório, na minha opinião inútil, pois a todas as máquinas vem com contador de carreiras e alavanca de retenção (botão da regulágem de pontos)....


A pricipal diferença delas estão nas cores do "vestido", a singer mais escura e a lanofix mais clara!






_______________________________

Lanofix ou Singer SK 321

 A primeira máquina com cartela automática que realmente funcionou, até hoje muito usada e em plena funcionalidade.



Contém um bug de fabricação, duas alavancas de retrocesso no carro ocasionam perca de pontos em caso de agulhas gastas por muito uso, no mais, perfeita e levíssima.



Quem disser que esta máquina não presta é por que NÃO SABE USAR,  vá fazer aula com um BOM PROFISSIONAL.






___________________________________________

Frontura/ Pente para todas os modelos SK da Lanofix ou Singer





Todas elas são iguais (As bases, indiferente do modelo)  O que muda são os braços, e no caso, o modelo SRP 305 e SRP 313 possui apenas uma caída, todas as outras (Série SRP 300 > 321, 322 )
descem duas caídas (espaço maior pra trabalho com máquina).  
O único modelo da série 300 que aceita trocador de cores, é o modelo SRP 20 - Repare a "boca grande" e o pino plastico que aciona o Trocador de Cores.
__________________________________

Lanofix ou Singer 313

Esta foi a primeira máquina com cartela lançada que realmente funcionava, pelo menos nos seis primeiros meses de uso, por possuir somente uma memória de cada lado do carro, e um sistema de alavanca seletora interno, qualquer desgaste nas agulhas já inutiliza a cartela.




Específica para ponto liso, traduzindo, a cartela NÃO FUNCIONA, aos teimosos que quiserem insistir, boa sorte e muitas agulhas quebradas e malha caída.



Singer/ Lanofix 305, com memória mecânica , é uma máquina excelente, muito silenciosa, o problema que a frontura compatível para ela é somente a SRP 305, com uma caída, particularmente, ADORO ela.








Maquinas Industriais ou Coppo 

NÃO TRABALHO, NEM ENSINO NEM FAÇO MANUTENÇÃO NAS MAQUINAS COPPO, KNITAX, LANOFIX FAMILIAR E PASSAP ....



Primeiro esclarecendo um mito, maquinas industriais não são maquinas de fazer tricô, e sim maquinas de fazer TECIDO DE TRICÔ. Coloque um motor em qualquer máquina e até a caseira vira uma maquina industrial...
Maquinas industriais (normalmente) trabalham apenas com 1 ou no máximo 2 fios finos (coppo 10), são maquinas obtusas que só fazem ponto malha (meia malha) ou malha canelada (todas as variações ) e não trabalham pontos de cartela (recolhido ou tuck, deslizado ou part, jackar ou desenhos multi-coloridos), e claro, existem maquinas industriais que trabalham com fios grosso, mas são mais especificas, como coppo 8...).





Não trabalho com estas maquinas, não ensino trabalhar com elas, simplesmente pelo seu sistema de acabamento, trabalhar com corte e costura (moldes, recortes e etc...) que foge a meu método (uso somente sistema com diminuição e aumento de pontos).
                                               
  

 Quem sabe operar uma Elgin, Singer ou Lanofix sabe sim operar uma coppo, basta realmente saber oque ¨cada botão¨ faz.


ATENÇÃO
, estas três maquinas:
Knitax, Lanofix Familiar, e Lanofix Super Memória


NENHUMA DELAS VALE NADA... PAGOU r$ 100,00 ... PERDEU ... GANHOU ... DESCARTE NO LIXO RECICLÁVEL ... NÃO INSISTA, NÃO VALE A PENA!!!!
Knitax

Lanofix Familiar




Lanofix Familiar Super Memória

Não ensino ninguém trabalhar com elas, já joguei no lixo 2 knitax e 3 lanofix, motivo:

Sao muito pesadas, e nao ha nada pra se fazer pra melhorar,trabalham com o sistema de platina (pecas plasticas entre as agulhas com mola na base) que dificulta e muito o trabalho e nao proporcionam rendimento, assim como vc esta tecendo normalmente, a peca simplesmente cai , (a maquina joga fora) sem vc cometer erro algum).

Possuem uma chapa de alumínio no carro, que se quebrar simplesmente jogue ela fora, nao tem concerto, e se alguém disser que arruma, funciona uma semana e já volta para o concerto.

Maquinas Toyota e Mitsubish




Descontinuadas, fora de série, sem fabrica de agulhas estão fadadas a desaparecerem do mercado, visto que poucos modelos foram importados para o Brasil, funcionam muito bem para ponto liso, são extremamente leves, mas não possuem valor comercial expressivo.

Quem compra uma maquina dessas tem que estar ciente que são exclusivamente para tecer ponto meia ou malha!!!